sábado, 21 de abril de 2012

#8


Tem um tufão de ideias no lugar de cabelos
O menino com cara de comunista, com barba, bigode e um bong
O rap mais triste que eu conheço é sobre as histórias que ele não me conta mais
Guevara sem armas 
Sai dessa mata de cachos p'reu te ver
Desiludido da vida, some como quem nunca apareceu
Cadê você que não espalha por São Paulo de novo o amor?
Cadê teu colorido de nanquim no meu quintal?
Cê também voa né, passarinho? 
Que canto de liberdade é esse?
Volta cá pro teu ninho, eu preciso te ler
E piu!

Nenhum comentário: