domingo, 6 de novembro de 2011

Da Prisão no Céu III - "Passa-do-ponto"

Onze meses, quatro prisões num céu cor de laranja e tudo demais, menos você.
Dessa vez tá mais pra uma quase liberdade do que pra uma prisão em si. 
Depois de doses homeopáticas de ti me vi dependente, mas passou. Tá passando... 
Você na Praia Vermelha, tingiu a praia com meu coração e passou.
Passei por vários lugares procurando você, mas não te achei, porque você, passado.

2 comentários:

Lua disse...

"Depois de doses homeopáticas de ti me vi dependente" [e ainda não passou].

Crises de abstinência... minha tendência é sempre achar que não há fim para elas. =/

Au Revoir disse...

Há de passar e de ser bom virar passado.