segunda-feira, 1 de novembro de 2010

T'eu

Que se não fosses tu, que seria 'deu'? E se não fosse nós, quem seria eu?

4 comentários:

Miojex disse...

Viu, no fim a Google resolveu tudo. confie sempre no SR.Google, se fores merecedora das suas graças ele lhe abençoará. Agora curtam-se vocês, Blog e Zé. ;)

Au Revoir disse...

Com toda certeza e mais que isso, curta tu também que mais do que meu isso aqui é de quem lê.

Camillo Landoni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camillo Landoni disse...

Graça, ritmo, demais, Juliana!

Bem, segundo Allan Poe só esses dois versinhos significariam muito pouco pra criar o efeito poético, mas eu diria que não precisa de mais não, já 'deu'!

E bem à beça!

Adorei!!