quarta-feira, 13 de outubro de 2010

[∞]

Imagina duas vezes o infinito. E a gente.

Imagina ser duas vezes infinitamente a gente.

Agora imagina se a gente pudesse ser infinito duas vezes.

Seríamos infinitagente ou genteinfinita?

Conseguiríamos ser os dois, infinito e gente?

Não quero perder o infinito pra gente.

Um infinito sem humanização exacerbada.

Talvez um infinitogen.

2 comentários:

Laura Ferreira disse...

Lindo...

Falando Sobre... disse...

adorei o blog!
ótimos textos!
te seguindo!
http://falandosobreall.blogspot.com/