quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

1203090127so

Eu preciso muito, muito de você. Eu quero muito, muito você aqui de vez em quando nem que seja, muito de vez em quando. Você nem precisa trazer maçãs, nem perguntar se estou melhor. Você não precisa trazer nada, só você mesmo. Você nem precisa dizer alguma coisa no telefone. Basta ligar e eu fico ouvindo o seu silêncio. Juro como não peço mais que o seu silêncio do outro lado da linha ou do outro lado da porta ou do outro lado do muro. Mas eu preciso muito, muito de você.

Um comentário:

a vista de um ponto disse...

poxa vida
mas que carta triste. Mas sabe que é assim que me sinto em relaçao a algumas pessoas as vezes.

só nao sei se teria coragem de colocar no blog... hahahahahah
deve ser orgulhos
bjoos