quinta-feira, 12 de novembro de 2009

E-TERNAMENTE

Sei que fiz escândalo amor, mas entende vai, ela era tão bonita, você nunca diz que eu sou bonita, nunca me olha assim, tão encantado, não mais. Sei que foi vexame, que você ficou irritado e envergonhado, sei também que bebi um pouco a mais e tu não precisa ficar lembrando tudo que eu fiz, eu sei o que eu fiz de errado. Então agora tudo virou culpa minha? Tudo que você não demonstra virou loucura na minha mente, você tá dizendo isso mesmo? Vai lá, volta pra festa, finge sorrisos, pega a loira gostosa e vai até o fim. Não, não repete isso que eu não quero ouvir, todo seu amor é de mentira, que amor que nada, me trata como você trata ela, não me dá só carinho por encomenda, me dá um tapa, me beija a boca, me dá prazer. Eu sei, daqui a pouco vai dizer que você vê sua mãe em mim! Me poupa disso, eu só quero sentir que nada faz sentido, então me toma pelo menos quando te peço, pedir é pouco? Eu to aqui não é? Então trata de ser rápido, porque a loira vai sentir a tua falta logo, e eu vou ser bêbada o bastante pra não ver você e ela num canto. Não fica com medo que hoje não tem pranto, é tudo amor, ta saindo feito perfume do meu corpo, vem logo. Tudo que eu estava fazendo e sendo, não queria que você visse, mas agora eu me mostro pra você e nada? Que coisa, é por que não tem loiro nos meus cabelos? Então são os olhos, sem lentes não merecem outros olhos? Shh, não precisa mais falar, me deixa sozinha, vai ser sarcástico lá fora, me deixa, vai embora, some que eu não vou te procurar. Cala a boca, sai daqui! Eu quero mais é que ela te arranque até os olhos pra pôr como brincos. Não choro mais. Na verdade, nem sequer entendo porque digo. Se alguma vez chorei? Acho que sim, um dia. Quando havia dor. Agora só resta uma coisa seca. Dentro, fora. Já esperei demais, não vou esperar a vida inteira. Era pra responder 'quero ficar só contigo', te expliquei a regra tantas vezes... Por que você? Quer a resposta do início ou de agora? Porque você não é só 'bom-o-suficiente', você é mais. Essa sempre vai ser a resposta. Então acabou? Me leva pra casa? Ainda é a nossa casa. Ainda somos nós.