sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Venir Avec Moi?

É tanto espaço em tão pouco tempo

Às vezes cedia e quebrava todas suas promessas pessoais

Ficava perambulando pelos achados e perdidos da mente

Um beijo rápido e estranho

“-Você vai me acompanhar?”

O interesse alheio é sempre mais forte que o seu

Tão tímido que chega a intimidar

Fiquei olhando feito santa

“-São quase 3 da manhã, então vai me acompanhar?”

Eu não ouvia nenhum tic tac irritante

Chutei a hora pra calar o silêncio

De repente veio na cabeça o não querer

Ele não quer, segue teu caminho

Você sempre segue

Suspirei baixinho, era pra não parecer suspiro.

“-Tudo que você tem é que dizer não. Eu não entendo, mas aceito”.

“-Você vai ficar bem?”.

“-Sempre”.

“-Eu vou estar do outro lado da linha amanhã”.

“-Sempre do outro lado”.

É tanto espaço em tão pouco tempo

Então vem o dia e é reconfortante desligar o telefone

Pra variar, saí antes que me machucasse de verdade

Vamos apenas não falar sobre isso

São os nossos segredos, não os conte

Vamos apenas esquecer tudo

Então não se arrependa dos nãos, eles só te fecharam o meu caminho

Se não pode pedir por mais, então peça por nada

Você nunca vai ter tudo o que pediu

E eu só estou deitada aqui esperando adormecer

Tentando esquecer tudo

Esperando adormecer

Esquecer tudo

Adormecer

Tudo

Nenhum comentário: