quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Rien de Personnel

Ah, Parei!

Parei com as carreirinhas ocasionais, cigarros, bebidas, remédios e aforismos

Parei com Joy Division, Radiohead, Cat Power e pseudo-suicidas.

Cansei de música indie, filme trash e gente alternativa.

Parei com o cálculo estequiométrico, metafísica, sofismo e vanguarda.

Parei de ler horóscopo e tudo que me dê esperança, ela vai morrer.

É fome, sede e procura desesperada.

Alguém me dê uma porrada na cabeça e me deixe em coma por pelo menos dez anos?!

Eu volto melhor, prometo, volto mais sã, sadia, esse mundo está me matando.

Estamos morrendo rápido demais não acha?

É chá de fita, ervinha, pedra e muito álcool.

Se não ficar em coma eu vou em menos de um ano.

Vou embora daqui, feliz da vida e com uma leveza daquelas na mente.

Volto não hein, sinta falta, você merece sentir, te deixo.

Venha não, que esse meu caminho é tão curto quanto um suspiro.

Deixe eu respirar.

A última carreirinha do dia.

Porque eu parei.

sábado, 17 de outubro de 2009

Alegoria da Caverna

Ele estava cansado de tudo aquilo, discutiu com você e foi embora.

Foi assim, ligeiro.

Quando parou pra observar, não estava mais.

Não estava onde tinha deixado e nem em um lugar onde pudesse ser buscado.

E por que diabos isso te parece tão injusto?

Depois de um tempo tu chega tão no fundo que nem o Diabo pode te trazer pra superfície.

Se fragmenta, se distribui, em troca de nada e por fim isso deveria doer, mas você já não aguenta mais.

Corre do escuro, mas é como se só caísse.

Você é um perigo ambulante, fuja!

Seus pés parecem que correm sozinhos, suas pernas são tão fracas quanto a sua mente.

Chega de chorar menininha, seus pés já não sentem mais os vidros no chão, você transcendeu e isso deveria doer, mas não há o que sentir.

Hey, você ainda respira?

Seu corpo parece chumbo menininha.

Por que não abre os olhos pra ver a luz do dia?

Pode ser que depois de tanto tempo no escuro você pense que doa, mas não dói.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Venir Avec Moi?

É tanto espaço em tão pouco tempo

Às vezes cedia e quebrava todas suas promessas pessoais

Ficava perambulando pelos achados e perdidos da mente

Um beijo rápido e estranho

“-Você vai me acompanhar?”

O interesse alheio é sempre mais forte que o seu

Tão tímido que chega a intimidar

Fiquei olhando feito santa

“-São quase 3 da manhã, então vai me acompanhar?”

Eu não ouvia nenhum tic tac irritante

Chutei a hora pra calar o silêncio

De repente veio na cabeça o não querer

Ele não quer, segue teu caminho

Você sempre segue

Suspirei baixinho, era pra não parecer suspiro.

“-Tudo que você tem é que dizer não. Eu não entendo, mas aceito”.

“-Você vai ficar bem?”.

“-Sempre”.

“-Eu vou estar do outro lado da linha amanhã”.

“-Sempre do outro lado”.

É tanto espaço em tão pouco tempo

Então vem o dia e é reconfortante desligar o telefone

Pra variar, saí antes que me machucasse de verdade

Vamos apenas não falar sobre isso

São os nossos segredos, não os conte

Vamos apenas esquecer tudo

Então não se arrependa dos nãos, eles só te fecharam o meu caminho

Se não pode pedir por mais, então peça por nada

Você nunca vai ter tudo o que pediu

E eu só estou deitada aqui esperando adormecer

Tentando esquecer tudo

Esperando adormecer

Esquecer tudo

Adormecer

Tudo

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

2809009

-Hey, tem uma coisa que eu quero saber faz tempo...

-O que?

-Você fala de mim pros seus amigos?

-Não.

-Mas eles não perguntam?

-Sim, mas... Tu lembra daquela menina de quem falei outro dia?

-A que muda o cabelo toda semana?

-Essa, eu falei dela pros meus amigos e agora ela tem que dividir a atenção entre eles e eu e o salão de beleza. Toda vez que ela vai mudar o cabelo eu me pego pensando, “tomara que ela volte mais bonita”, “Se ela fizer merda naquele cabelo, fodeu!”.

-Quer dizer que ela é importante.

-Me ocupa a mente. Mas quando é você que vai viver sua vida eu penso “tomara que ela volte”, não importa como, eu só quero que uma hora você esteja aqui de novo.

-Isso quer dizer...

-Isso quer dizer que eu não consigo dividir você, então eu te guardo longe dos que podem roubar tua atenção de mim.