quarta-feira, 3 de junho de 2009

Quase sempre nunca

-Que importância você dá as pessoas? Você quer e não quer nada! Você nunca sabe o que quer!

-Eu sei o que eu não quero e isso me basta.

-Então você não quer isso? TUDO ISSO? Eu posso te dar tudo isso!

-Eu não quero assim.

-Só saber o que você não quer é pouco pra mim.

-Eu nunca precisei de muito.

-Mas eu sempre precisei de tudo, e você não é a mesma!

-Ninguém é.

-Mas antes era tão diferente, hoje você não é nem metade do que já foi.

-Hoje eu sou tão mais do que antes, que me transbordo a todo momento e você nem vê.

2 comentários:

Anônimo disse...

bonito esse final e o título é muito sugestivo, escreva mais!

• YuЯi KiddO • disse...

nossa, é esse!!! esse é o texto!!!
você tá afiada nessas últimas postagens, estou gostando mais.
parabéns pelas belas palavras.