domingo, 29 de março de 2009

O essencial é invisível aos olhos

Tive uma conversa com o Pequeno Príncipe e ele estava bastante chateado com o que descobriu do amor.

Na verdade ele descobriu a parte ruim, que apesar de ser metade, não é a melhor parte para um principiante conhecer logo de cara.

Ele pensava no amor como um mar de rosas e como sempre gostou de rosas...

Ele escreveu cartas sem fim, telefonou e telefonou mais, ela nunca estava.

Até que o Pequeno Príncipe quis deixar de ser príncipe para que lhe concedessem asas.

Ele me disse que as pessoas podem ser cruéis, eu já sabia disso.

Disse também que a maioria não entendia o que realmente era amor e era demasiado cansativo para ele explicar o que é incompreensível para as pessoas cruéis.

Disso eu ainda não sabia, talvez eu fosse cruel também, sobre isso ele nada disse.

quarta-feira, 25 de março de 2009

Strawberry Fields Forever

- -

Quem for capaz de rotular qualquer sentimento como ruim é porque nunca sentiu o vazio da perda.

---

Com o seu mundo nas costas morreu sem levar bagagem.

Morreu só, mas não foi sozinha, levou um pedaço de cada coração que conquistou, assim a gente morre aos poucos também, com cada perda irreparável.

E foi para o céu de Ícaro, com toda poesia que falta ao céu de Galileu.

11 anos e nada será capaz de te substituir.

domingo, 22 de março de 2009

Dieu est grand, je suis toute petite

Eu jurei por Deus não morrer de amor

Uma dose saudável de dor

Estranho é se sentir assim, tão perto do céu

Mas eu já posso ouvir os anjos dizendo amém

Que exorcizem os demônios interiores

Que exorcizem os sentimentos inferiores

Que exorcizem a vida

Ou pelo menos as lembranças

domingo, 15 de março de 2009

Joyeux Anniversaire Pur Landoni et Au Revoir

-

-

Desde março eu te escrevo.

Metros e métrica nas palavras que lhe dei.

Eram mais do que palavras, eram palavras de amor.

Mas você sempre estava oscilante, entre a velocidade da luz e a velocidade cósmica, eu não te vi passar, nem você se viu também.

A velocidade foi destrutiva à massa, à métrica, à palavra, só ficaram os metros, a distância que de tanto que aumentou, transbordou em lágrimas.

Agora nem sei mais porque escrever cartas e cartas sem resposta.

Você sempre foi mais forte.

Nunca olhou pra trás.

Alcançou quase tudo que quis.

Eu fiquei bem mais atrás.

Era só mais um menino experimental.

- - -
- -

Para desviar de possíveis contratempos, decidi me adiantar no tempo e postar uma pequena comemoração ao 1º aniversário dos blogs Au Revoir e Puro Landoni.

E para dizer o quanto o Au Revoir é importante na minha vida.

Da imensidão que se torna minha mente ao entrar nesse mundo desconhecido até pra mim mesma.

O que posso desejar então, é que cada um tenha direito a um desejo a mais e que possa escolher o dia, hoje ou amanhã, ou qualquer dia, um pedido a mais não faz mal.

Au Revoir demais, também não.

Foto de aniversário especial para Puro Landoni.

Eu espero que use bem seu pedido.

E que esses blogs não sejam levados por balões nem que nossas mentes se encham de ar.

Esse ar anda tão poluído...

Aos Blogs e além!

Tchá! Tchá!

sábado, 14 de março de 2009

La Belle et la Bête

A gente se ama por ignorância;

por não saber como desamar.

terça-feira, 3 de março de 2009

15 minutos

Da primeira vez normal
A segunda demorou, mas nada mal
A terceira é um charme, charme teu
Um círculo de quartas,quartas e quintas,quintas e só
Seis dias para eu ensaiar e te fazer acreditar em mim
Sete para eu acertar e você aceitar o início do fim
Oito notas musicais em uma escala, apenas uma escala
Como foi programado
Talvez nove em alguns países, vai saber
Dez em tons engraçados, pra te fazer sorrir
Por onze anos somos amigos e só
Doze segundos para que você me apresentasse o inferno
E claro, treze acordes maiores, bem maiores que você
Quatorze minutos ali
Porquê quinze faz você ir e só