domingo, 8 de fevereiro de 2009

Shooting Star

-Tava pensando em como a vida é injusta Li...

-Pensar pra que, tu tem provas disso toda hora.

-Eu sei, mas é que eu pensei em você e vi que ela não está sendo tão injusta assim comigo.

-Às vezes a vida te dá coisas pra te amostrar que não são nada daquilo que você achava que eram. Não pense em mim, mas em você.

-A vida já me deu tanta coisa, mas você tá na minha vida faz tempo e é a única que continua com a essência inicial. Sabe Li, quando eu penso em você eu me sinto bem.

-Quando eu penso em você eu sorrio, mas isso não quer dizer muita coisa, então não fique feliz.

-E tem como isso não acontecer com você por perto?

-Acho melhor a gente mudar de assunto.

-Eu também acho, mas eu gosto muito de você e isso não vai mudar.

-Não diga que não vai mudar, porque se mudar eu vou lembrar do que você disse e... Vai ser pior.

-Então eu posso pensar?

-Pensar pode, mas se você desejar, talvez se realize...

-Mesmo sem estrela-cadente?

-Uhum, inventa sua estrela, eu te dou uma mecha dos meus cabelos e você coloca como cauda, joga pro céu e faz um pedido, é tão simples...

-Você faz tudo parecer tão simples...

-Quando eu quero, sim.

-Seu sorriso me acalma.

-Se contenta com tão pouco...

-Eu me contento com você.

-Nossa! Muito pouco mesmo.

-Depende de quem vê.

Nenhum comentário: