terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Bandolins ♪

Como fosse um par que nessa valsa triste
Se desenvolvesse ao som dos bandolins
E como não e por que não dizer
Que o mundo respirava mais se ela apertava assim
Seu colo e como se não fosse um tempo
em que já fosse impróprio se dançar assim
Ela teimou e enfrentou o mundo
Se rodopiando ao som dos bandolins

Como fosse um lar, seu corpo a valsa triste iluminava
e a noite caminhava assim
E como um par o vento e a madrugada iluminavam
A fada do meu botequim
Valsando como valsa uma criança
Que entra na roda, a noite tá no fim
Ela valsando só na madrugada
Se julgando amada ao som dos bandolins


Considero uma das melhores músicas brasileiras
já feitas até o momento.
Considero também a interpretação
de Oswaldo Montenegro, que me faz
sentir um aperto no coração de tirar o fôlego.
Considerando também que amanhã é aniversário do
Allan, aproveito pra dar parabéns adiantado, já que
amanhã o dia é cheio e eu
não vou poder dar nem um olá que seja...
xD

Um comentário:

Puro Landoni disse...

Juliana,

Por mim você sempre será amada, ao som das guitarras, dos violinos ou dos bandolins.

Obrigado por lembrar do meu aniversário, e mais ainda, por lembrar dele ao som de uma música tão bonita. Agora sempre que eu ouvir Oswaldo Montenegro vou me lembrar do seu carinho.

Obrigado... (~~

A propósito,
eu já disse que te amo? ^^