quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Sentido, sem

Todos duvidaram de que eu cresceria

Nos fazem sob-medida

Sem sobre-peso

Nos embrulham e desembrulham

Esses sons... Me parecem bombas

Há uma guerra lá fora

Há outra aqui dentro

A guerra daqui é muito lenta

Há explosivos por toda parte

Eu não quero ver

Nem ouvir

Mas eu vou a janela e procuro não sei bem o que

Não resta muito

Eu não queria ver, mas eu vi e é melhor assim

Realidade demais te deixa louco

Loucura demais te deixa são

São e salvo da loucura lá de fora

Sua ilusão de ótica é fixada num camburão

Melhor não ver

Cento e trinta e sete vezes

Andou contando

O que anda falando pra ela?

Eu não sei

Eu imagino

Mas a minha imaginação me enlouquece

Às vezes eu penso se não haverá mais nada igual

Ele me disse pra ficar atenta aos sinais

Não, não haverá mais nada igual

Mas as guerras continuam

Agora eu sou três vezes aquilo que não sei o que é

A minha vida faz tua mente trabalhar em sobrecarga

E eles ainda duvidaram de que eu cresceria

-

Não é pra fazer sentido.

Um comentário:

Puro Landoni disse...

"A guerra daqui é muito lenta."

Essa frase é a prova de que aqueles que duvidaram que vc cresceria não sabiam de nada.

Um abraço loooooongo.