terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Brazilian Popular Music

Post especial para algumas músicas da Banda Mombojó. Recife e o nordeste mostrando o seu rock. Outras bandas virão, faremos como num show. Apresento-lhes a banda de abertura: Mombojó.

Splash Shine

Quero me livrar dessa culpa
Me desculpa se eu não sou o que você quer
Quero desabafar essa mágoa
Segura minha mão enquanto eu ainda estou de pé
Pois não vou mais ficar calado
Sair de banda pra não te encontrar
Anda, se manda, pro tempo não te pegar
Creio demais em ti
E sei que não vou fugir
Nem vou escapar
Quero poder reagir
Olhar você sorrir
E não desabar

Faca

Eu não acredito em tudo que eu mais quero
Mas vivo a sonhar com você a me beijar
E essa dor que sara faz viver e acordar pra mim
Eu quero ver você dançar
Em cima de uma faca molhada de sangue
Enfiada no meu coração

Cada passo em falso
Que eu disfarço
E não posso mais ser seu
Eu não consigo mais viver sem ter
Poder falar não sei
Eu te levo, trago e não passo
E está tudo bem
Se eu desmonto e disfarço
É porque você não vem
Mas se eu meço e renovo
É porque eu te quero bem,te quero bem.
Singular
Você vai ter que morrer
Pra eu parar de sorrir
Não vai se esconder
Tem que sair daqui

Quando parar de chover
Corre de mim
Assim tento te esquecer
E consigo dormir

A natureza me dá tanta energia e inteligência
Pra atingir minha auto-realização
Auto-realização

Me realizar
Me realizar
Me realizar
Me realizar

Primeiro você vai ter que compreender
Essa situação em que está
Morrendo repetidas vezes
Vida após vida
E nascendo em diversos hospitais

Morrendo repetidas vezes
Vida após vida
E nascendo em diversos hospitais

Do parto eu parti
Do parto eu parti
Do parto eu parti
Do parto eu parti
Baú
No baú vai ser achado
A sua estrela renascerá
A janela está aberta
a casa é sua, pode morar
O que falta é alguém
Falta alguém trazer prazer
Durmo sempre no meu quarto sozinho
Esperando você chegar
A janela esta aberta
a casa é sua, pode morar
Os dias vão me mostrando o que sei
E não quero acreditar
Não tenho sentimentos nem hora
Agora nada mais importa
Se nada me acalmar
Nada mais vai importar

Duas Cores
Agora eu sei o que quero enxergar
Esse colorido não devia mais me enganar
Porque a cor deforma
Quando a luz vem a brilhar
E assim seu olho, começo a decifrar

Dai-me outra cor
Que não seja a do seu olhar
Dai-me outro amor
Que venha pra me perpetuar
Dai-me outra cor
Que não tenha o que eu quero enxergar
Dai-me uma dor que sirva para eu acordar
Dai-me outra cor
Dai-me o amor
Dai-me uma dor

Pelas esquinas que eu andei
Nenhuma delas te encontrar
Mas eu tô sempre por aqui
Quando quiser é só chamar
Andando reto sem destino
Vivendo sempre do passado
Não quero mais me desmentir
Eu não vou mais te procurar

Pelas esquinas que eu andei
Nenhuma delas te encontrar
Mas eu tô sempre por aqui
Quando quiser é só chamar
Andando reto sem destino
Vivendo sempre do passado
Não quero mais me desmentir
Não vou mais te procurar
Deixe-se Acreditar
Eu quero um samba pra me aquecer
Quero algo pra beber, quero você
Peça tudo que quiser
Quantos sambas agüentar dançar
Mas não esqueça do seu trato
Da hora de parar
Só vamos embora quando tudo terminar
Eu vou te levar aonde você quer chegar
Eu tenho a chave nada impede a vida acontecer
Deixe-se acreditar
Nada vai te acontecer
Tudo pode ser
Nada vai acontecer, não tema
Esse é o reino da alegria
Vazio e Momento
Você me faz ter medo da minha condição
Você me traz segredos
E eu não te entendo mais
Você me faz ter medo da minha condição
Você me traz segredos
E eu não te entendo mais não
Eu não te entendo mais 4x
Se nos alegramos
Nossa alegria não está em nós
Se nos enganarmos
A verdade não está aqui
E se nós sofrermos
Nossa dor não está mais em nós
(eu não te entendo mais)
Anarquia
Prepare tudo que é seu
Veja se nada você esqueceu
Pois amanhã vamos pra rua fazer
Fazer uma tremenda anarquia
Pintar as ruas de alegria
Porque quem manda hoje somos nós, mais ninguém
E não ligamos pra quem vai nem quem vem atrapalhar
A quem nos queira atrapalhar

Nossa cidade será uma flor
As avenidas com carros de amor
Pois amanhã vamos pra rua fazer
Fazer uma tremenda anarquia
Pintar as ruas de alegria
Porque quem manda hoje somos nós mais ninguém
E não ligamos pra quem vai nem quem vem atrapalhar
A quem nos queira atrapalhar

E assim nós iremos adiante
E iremos custe o que custar
Pois as ordens vem de um alto falante que só nós não conseguimos escutar
Aprecie sem moderação.

Nenhum comentário: