sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Socorro - Arnaldo Antunes

Socorro, não estou sentindo nada
Nem medo, nem calor, nem fogo,
Não vai dar mais pra chorar
Nem pra rir
Socorro, alguma alma,
Mesmo que penada,
Me empreste suas penas
Já não sinto amor nem dor,
Já não sinto nada
Socorro, alguém me dê um coração,
Que esse já não bate nem apanha
Por favor, uma emoção pequena,
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta,
Tem tantos sentimentos, deve ter
Algum que sirva
Socorro, alguma rua que me
dê sentido,
Em qualquer cruzamento,
Acostamento,
Encruzilhada,
Socorro, eu já não sinto nada
Socorro, não estou sentindo
nada
Nem medo, nem calor, nem fogo,
Nem vontade de chorar
Nem de rir
Socorro, alguma alma,
Mesmo que penada,
Me empreste suas penas
Já não sinto amor nem dor,
Já não sinto nada
Socorro, alguém me dê um coração,
Que esse já não bate nem apanha,
Por favor, uma emoção pequena,
Qualquer coisa
Qualquer coisa que se sinta,
Tem tantos sentimentos, deve ter
Algum que sirva
Qualquer coisa que se sinta,
Tem tantos sentimentos, deve ter
Algum que sirva



2 comentários:

Puro Landoni disse...

Eu tbm acho, meu saco nunca esteve tão cheio! E eu nem estou trabalhando como Papai Noel! (=

Seja bem-vinda,
minha amiga.

Vc é imprescindível
pra minha vida.

Brigar pela internet é o pior que pode acontecer em qualquer situação.

Não vamos mais viver
em Matrix... ^^

Bjules!

Puro Landoni disse...

Meu último 'post' eu fiz especialmente pra vc. ^^

Minha lembrança está no
meu blog e no e-mail que
mandei pra minha amiga.

Se hoje eu não posso
deixar minha amiga feliz
como eu gostaria quero
que ela se sinta o menos
triste possível.

eu quero sempre o melhor pra vc, e conte sempre com a minha força e disposição.

do seu amigo

Allan \,,/