segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Anjo Querubim

Paranormal

Sobrenatural

Surreal

Um anjo, arcanjo, querubim de cachos dourados olhando pra mim

Sem asas, mas um coração tão grande que se amostrava assim, de graça

Meus 155 centímetros de amor parecem muito pouco pra que essa prece se faça real

Usando de todas as formas para merecer

Usando de artifícios para chegar ao céu

Usando de palavras para tocar um coração

Um sorriso para tentar esquecer do que não posso ter

Um ser vindo de um sistema estrelar binário

Um astro maior, bem maior que o crepúsculo dos três sóis multicoloridos da constelação de Cisne

Aconteceu de aparecer em maio

Numa busca incansável à perfeição

Tentando não chamar atenção, de uma grandeza adimensional

Minhas palavras parecem tão frágeis

Seu sorriso ensurdecedor

Faz-me quebrar... 1, 2, 3 vezes, sem me dar tempo pra suportar

Coração inatingível, apesar de tão exposto

Seca lágrimas que não caem

Quem vai me socorrer senão você?

Uma manhã e o sonho se desfaz

Qualquer prova de que não foi tão fugaz

Um suspiro ao saber que eu não chegarei nem a nuvem mais baixa do céu

Encho os pulmões de um ar pesado buscando um fio de vida

Fio dourado de uma vida inconstantemente humorada

Só palavras, palavra, palavras, odeio as palavras que não consigo dizer

55 dias no espaço

Na lua ou em Saturno

Um tempo para tentar entender o que eu fiz pra Deus

Qualquer estrela-cadente que aumente as chances de um ser decadente

Um cometa que me faça chegar à Cidade dos Anjos

Um bem-querer, mal-querer no infinito

Não vai ser moda

Não vai virar livro

Não vai ter lado Z nem lado Y

Delicadeza e doçura

Uma menina e um Querubim

Nada disso faz sucesso em revista

São todos sinais

São todos meros vigilantes desse milagre

Sou toda amor, um amor quase sem querer

É como poeira cósmica

É como uma estrada infinita

É assim, quase tudo, quase nada...

Texto por: Juliana Marques ----- Imagem:Final Fantasy - Studio Deen

3 comentários:

Au Revoir disse...

Nem esta acabado e tudo mais...
Nem sei porque eu postei.
x.x

Puro Landoni disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Puro Landoni disse...

Eu sei porque vc postou: para que eu pudesse ler. Agora é tarde, já li! xD

Quase fiquei sem respirar com o vigor dos seus versos inacabados, ao mesmo tempo que falam com uma ternura no mínimo apaixonante. Você se expressou mais uma vez com uma beleza e com uma entrega que faz jus à sua grandeza, minha pequena gigante Juliana, minha "Julegante". Acabe logo com seus versos antes que seus versos acabem comigo! [=

O Querubim da sua poesia parece ser bem real. Mas quem ele poderia ser? Seja qual for a identidade do seu anjo eu já estou sentindo muita inveja dele.

Queria imensamente que uma garota como vc pensasse sobre mim um terço do que o eu-lírico da sua poesia pensa sobre o tal Anjo Querubim.

Mas teria que ser alguém Julegal demais pra fazer minha Juliana quebrar tantas vezes...

Parabéns também pela imagem, em perfeita sintonia com o texto.

E não se esqueça: Eu acredito em você, e nunca deixaria de acreditar. Eu a admiro, porque ao contrário do que pensa sobre si mesma você tem uma grandeza que ninguém pode comprar; em lugar algum, por dinheiro nenhum. Você não é nem mesmo um tesouro! Você é a minha Juliana, e isso basta para dizer que você seria o maior orgulho de qualquer Anjo, de qualquer ser do universo que venha a merecer seu carinho, amor e atenção. Você é a minha Juliana e ponto final.


Te adoro, minha poeta,

minha Jule'êta'.