quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Mais Além

O mundo está cheio de patifarias

A vida é uma bosta muito mal feita

E eu não posso simplesmente sorrir diante disso

Indiferença ao que acontece

Desesperança, aborrecimentos e desorganização

São todos tão mesquinhos...

Os acólitos do Sr. Ghandi não podem ver!

Os anarquistas não podem ver!

Os revolucionários não podem ver!

Eu vejo tudo com olhos semi-cerrados

Olhos quase fechados, apertados

Querendo fugir

Eu vejo tudo e vou além

Eu vejo a nudez eólica

E vejo crianças mortas

Um palácio coberto por ouro

Um rei dourado

E súditos amarelos feito ouro

Eu vejo a febre amarela

Crianças com olhos amarelados

E pés cor de ouro-velho

A fome é de um amarelo berrante

O berro é desconfortante

A cidade sofre com a ameaça do ouro em pó

Folhas de um outono amarelas caídas

Livre-arbítrio comprado com moedas

Uma grande lua amarela como o sol

Um girassol que gira e gira e gira

Crianças em roda

Roda gigante

Um futuro do pretérito

Um passado imperfeito

E um presente não “conjugado”

De Hollywood não se pode ver!

Das Sete Maravilhas do Mundo não se pode ver!

Da Cordilheira dos Andes não se pode ver!

Como olhar da janela e não ver?

Como sair pela rua e não se comover?

Como não perceber, se tudo parece desaparecer?

Eu vejo e vou além.

texto por: Juliana Marques

----- Imagem: Orígem desconhecida.

Um comentário:

Puro Landoni disse...

Um mundo cheio de patifarias nunca será capaz de entendê-la, Juliana, porque você é admirável, e sem a ironia do "Mundo Novo" de Huxley: minha adorável Juliana... Mas eu não me preocupo com o que é óbvio demais. Compreender e compartilhar sua sensibilidade e irresistível beleza não são privilégios desse mundo muito mal feito, e isso é óbvio demais. Meu interesse maior está hospedado no seu coração, uma vez que ele é incapaz de compreender esse mundo cheio de patifarias. Mas ao contrário disso, eu entendo cada vez melhor a garota que vive me surpreendendo, e à medida que você me surpreende positivamente, Juliana, eu te adoro mais e mais e mais...

Parabéns pelos belíssimos versos que me fizeram sair da rotina, que me fizeram ouvir sua voz e suas histórias mais uma vez. Em todos os lugares do mundo eu poderia ver e sentir você ao meu lado, mas é muito pouco somente ver ou sentir. A qualidade de seus versos reflete o quanto você é especial, e o quanto eu estou certo em querer que toda essa beleza entre na minha vida. Quero cada vez mais 'estar' com você. Mas só isso não basta; vou além. Eu quero 'ter' você, ao meu lado.

Vou fazer mais do que eu puder fazer para levar às pessoas mais inteligentes que conheço a prova de que em meio a toda essa patifaria do mundo há sim exceções. E a mais linda que conheço se chama Juliana.

Te adoro muito,
muito, como nunca pensei...

E continue escrevendo!