sexta-feira, 13 de junho de 2008

Quando se pode tudo?

Posso ficar tentando ou agir de uma vez.
A pessoa pode aparecer e ir embora assim, feito promessa de burguês. Pode até querer ficar de vez ou querer me levar para ver as estrelas sob o céu inglês. Eu posso querer me entregar e não mais voltar, ir pelos quatro cantos desse grande mundo oval. Ele pode me aceitar e me carregar com ele feito pedra preciosa. Podemos carregar um ao outro, feito bambaquerê do sul tchê.

Essa pessoa pode não aparecer hoje. Eu posso rejeitá-la amanhã. Eu posso ir atrás agora. A reciprocidade pode sumir em um piscar de olhos.

Posso até ficar esperando. Já o fiz tanto... Que nem dói mais.

Texto por: Juliana Marques Imagem de:Kurt Halsey

Um comentário:

Landoni disse...

O mais importante não é o que você pode, mas o que você quer! Se você quer de verdade alguma coisa, você pode! Se o seu querer for sincero em relação a alguém, tente conquistá-la sem medo de perder, não procure o 'cara' da sua vida, divirta-se e viva intensamente a vida com quem mais atrair você! O 'cara' da sua vida não existe, assim como a mulher da minha também não!

Presta atenção na morte! Ela sim, existe!! Mas o prazer no amor também, e ele se chama sexo e diversão! não deixe sua vida passar sem aproveitar suas ótimas oportunidades de ser feliz!

Te adoro!