domingo, 27 de abril de 2008

Menina Elefante

A qualquer momento, em qualquer ocasião, inesperadamente ou não, você vai levar a culpa por algo que fez ou deixou de fazer.

Vulnerável, todos estamos a todo momento, a diferença está em como demonstramos isso.

Você sempre será rotulado como mentiroso por omitir pequenas coisas, suas e só suas.

E você vai pagar ao psicólogo por querer que alguém te escute, enquanto ele pensa na amante que o espera mais à noite.

E vai procurar amores e vai guardar várias dores pra tentar ser feliz...

Vai ser culpada pelo que te culpam e pela culpa que já sente.

E a falta que você vai sentir de algo que deixou partir e mais culpa.

Vai se culpar por não ser perfeita, por cada erro, pelos seus medos e suas tentativas errantes, pelas escolhas erradas.

Julgada a cada passo que dá adiante, cada passo que parece te fazer regredir.

Vai lembrar de cada sonho que abandonou em um beco escuro ou ofereceu ao mar para que se afogasse.

Vai ganhar beijos com sabor de cigarro, nitidamente comprados com a sua dor.

E tudo vai ser sua culpa, todos precisam de um “Elefante Branco" de um “Bode Expiatório”, todos precisam de algo pra culpar, por não ser capaz de suportar as próprias falhas.

Ao final de sua vida, você vai por à peso, o quanto já sofreu e daí eu te pergunto...

De que isso valeu?

E quando a sua memória tiver tantas falhas quanto a sua vida e seus amores... Será que quem você escolheu lembrar, vai se lembrar de você?

Texto por: Juliana Marques.
Imagem: killing Time, de Sas Christian.

4 comentários:

Camillo disse...

Menina elefante, passes a comprar sacos de amendoim graças ao capital ganho com o suor do teu trabalho e terás então teu reconhecimento e a compreensão de todos. Mas depois não te esqueças de distribuir bananas, penca delas, a todo falso mérito!

Estou contigo, mas nada de desistir das próprias escolhas, lute por elas, erga-te!

com amor e carinho

Allan (Landoni)

Au Revoir disse...

Eu não vou ser só mais uma no caminho...

Camillo disse...

Você não é mais uma,...

...menina Juliana.

Saudades de você!

Alice Teixeira disse...

"A IDADE DE SER FELIZ

Existe somente uma idade para a gente ser feliz, somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realizá-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.
Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer.
Fase dourada em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor.
Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso.
Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa."

--Mario Quintana

Beijos

PAZ/=]