segunda-feira, 14 de abril de 2008

Fim.

Tem coisas que cansam muito, tem coisas que cansam pouco, mas tem coisas que cansam SEMPRE e independente da intensidade, a gente tem que tomar atitudes para que não nos faça mal. Sempre pensando na gente, não é assim o esquema agora? Tem pessoas que não valem nem menos da metade do que a gente já deu ou ajudou. E eu cansei de você, e cansei da sua alegria constante, da sua falsidade irritante, da sua bondade absurdamente chata, cansei do seu jeito de ser, e da falta de valor que você tem com as coisas e pessoas que realmente gostam de você. Cansei de me importar com você, com o que você faz ou deixa de fazer. Acho que já chegou em um estágio super avançado, porque até da sua voz eu já me cansei! Se você não se importa, eu com certeza me importo muito menos! (y) Porque você é do tipo que ta cercada de pessoas, mas na realidade, ta sempre sozinha, porque as pessoas cansam de você como eu cansei! E quando você parar pra olhar melhor, nem eu vou estar do seu lado! ( não mais ) Então, já faz um tempo que eu decidi e hoje eu resolvi falar. Me declaro livre de TUDO, livre de você, das suas coisas fúteis, de todas as ajudas que eu já te dei, de todas as vezes que você me colocou em furada, de tudo que você já fez! É como se eu deletasse, 4 anos, 6 meses e alguns longos dias de uma amizade (?) que não valeu absolutamente de nada! Obrigada por não mais existir pra mim, agora eu posso dizer... FIM.
Juliana Marques.

2 comentários:

Camillo disse...

Apaixonante!!! No mínimo, apaixonante! Seu texto é tão intenso e vibrante, Juliana, que me sinto muito frustrado por ser alguém tão real na história de sua vida, ou seja, por eu não ser um mais desses seus personagens. É duro ter que fingir um conformismo barato, quando não está em minhas mãos provocar em você uma reação forte o suficiente para ser retratado num de seus textos, mesmo que fosse com o único propósito de ser execrado por sua 'pena'. Não aceito ser um amigo distante, Juliana, distante de alguém que escreve de forma tão apaixonada. Não quero você longe da minha vida. Eu escolhi assim, escolhi não querer você longe de mim. E minha escolha, Juliana, é para sempre.

Camillo disse...

"...tem coisas que cansam SEMPRE e independente da intensidade, a gente tem que tomar atitudes para que não nos faça mal."

"E eu cansei de você, e cansei da sua alegria constante, da sua falsidade irritante, da sua bondade absurdamente chata, cansei do seu jeito de ser, e da falta de valor que você tem com as coisas e pessoas que realmente gostam de você."

Tantas vezes tive a vontade dizer isso, mas nunca consegui dizer dessa forma... Você é uma grande revelação para mim, Juliana. Uma feliz revelação.