domingo, 30 de março de 2008

Hello Goodbye

Era só mais um dia como outro qualquer... Entediante eu diria.

Nada pra fazer, nem com quem fazer...

"Minha internet está um lixo..." – foi meu primeiro pensamento após ligar o computador.

Liguei a televisão... "Porcaria de canais abertos" – Mais pensamentos...

O telefone toca e...

- “Não tem nenhuma Doralice aqui minha senhora! Não. Maribel? Maribel não é marca de biscoito? Sim, eu tenho certeza que a Doralice não mora aqui e eu não sou a prima dela! Eu avisei que era engano... Desculpa, mas eu avisei! Ok! É ENGANO! Tchau!”.

Liguei Janis Joplin, seus gritos no último volume, gritar com ela alivia a tensão, deveria ser recomendado a todos... E ao som de ‘Cry Baby’ eu chorei...

Sentei-me então em frente ao maior espelho da casa, e vendo frente a mim, alguém 'supostamente' tão recíproco a ouvir tudo que eu tinha a dizer, desandei a desabafar, tudo, e mais um pouco, sobre mim, sobre outros, sobre o mundo, cantamos Beatles e falamos sobre livros, recitamos, cada um, seu poema preferido, bebemos um chocolate quente e ‘discutimos’ sobre cinema amador e fotografia...

...Contei mentiras e sorri hipocritamente...

E esse dia valeu de que?

É, hoje o dia rendeu...

Nos despedimos e... O telefone tocou!

Não, eu não vou atender!

Mas se for o amor? – Atendi. Desliguei. Uma dúvida me consumiu...

O amor liga a cobrar?

sexta-feira, 28 de março de 2008

Pura necessidade de expressão...

Blog pra o meu livre poder de expressão!
Contra a ditadura e qualquer meios de ditar regras... A favor de tudo que seja belo e que do belo seja feito tudo! 'Que cada raio do sol que toque o teu corpo te faça se sentir vivo...' Que seja 'Quod ad me attiner' e pelo que diz respeito a tudo e todos, aquilo que te faz feliz... Então, se tens algo a declarar... 'Me telefone, me mande cartas, ou mande alguém me avisar'... Então lá vou eu desengavetar todas as cartas nunca escritas e expô-las-ei a ti, querido 'amigo oculto'.